Fórum de alerta ao diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil acontece na quinta

Fórum de alerta ao diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil acontece na quinta

Em alusão ao Dia Nacional, Estadual e Municipal de Combate ao Câncer Infantojuvenil (DNCCI) – 23/11, a Casa Durval Paiva realiza na próxima quinta, 22/11, o XIII Fórum do Diagnóstico Precoce, das 9 às 18h, no auditório do CTGAS, em Natal. A ação está inserida na campanha nacional de mobilização e conscientização, promovida pela Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer – CONIACC, juntamente com mais de 50 instituições e casas de apoio de todo o país.
O Fórum é destinado aos profissionais da saúde, estudantes e demais interessados na temática. A inscrição pode ser feita pela internet no endereço http://bit.ly/ForumDurvalPaiva, mediante doação de uma lata de leite em pó, a ser entregue no dia do evento.
Rilder Campos, presidente da CONIACC e da Casa Durval Paiva, ressalta a importância da iniciativa. “O DNCCI já é celebrado há 10 anos no Brasil e chega para finalizar todo um processo de trabalho e dedicação que acontece ao longo do ano. Sinalizamos a data colocando em vista a divulgação dos sinais e sintomas da doença para que a sociedade desenvolva uma cultura de entendimento de que o câncer infantojuvenil existe e que pode ser curado se o diagnóstico for realizado precocemente. ” afirma.

Sobre o câncer infantojuvenil
De acordo com o Instituto Nacional de Câncer – INCA, o câncer infantojuvenil é uma das principais causas de morte, por doença, em crianças e adolescentes até os 19 anos, sendo superada apenas pelas mortes violentas e acidentes. Esse tipo de câncer corresponde a um grupo de inúmeras doenças que têm em comum o desenvolvimento descontrolado de células anormais e que podem incidir em qualquer local do organismo. Os tumores mais frequentes na infância e na adolescência são as leucemias, os do sistema nervoso central e os linfomas.
Para 2018, o INCA prevê que sejam diagnosticadas mais de 12 mil crianças com o câncer no Brasil, número que deve se repetir em 2019. E, diferentemente do que pode ocorrer com adultos, o estilo de vida geralmente não tem influência no desenvolvimento de tumores em crianças. As neoplasias são originadas de alterações no DNA que podem acontecer antes mesmo do nascimento.

Sobre o DNCCI
O Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil (DNCCI) – 23/11, foi instituído pela Lei Nº 11.650, de abril de 2008, e visa estimular ações educativas e preventivas relacionadas ao câncer infantojuvenil; promover debates e outros eventos sobre as políticas públicas de atenção integral às crianças e adolescentes com câncer; apoiar as atividades organizadas e desenvolvidas pela sociedade civil em prol dos pacientes; difundir os avanços técnico-científicos relacionados ao câncer e apoiar as crianças, adolescentes e seus familiares. Na mesma data também é referendado o Dia Estadual e Municipal de Combate ao Câncer Infantojuvenil. No RN, a Lei foi promulgada em março de 2008, através do Projeto do Deputado José Dias e no Município de Natal, foi instituída em 2009, por meio da Lei de autoria do vereador Hermano Morais. Ambas atenderam uma demanda social pleiteada pela Casa Durval Paiva, quanto ao estímulo de atividades educativas preventivas, a promoção de debates e outros eventos sobre políticas públicas, bem como, ao apoio às atividades organizadas e desenvolvidas pela sociedade civil em prol das crianças e adolescentes com câncer.

Notícias Relacionadas