Uso de sertralina em crianças com câncer

Durante o tratamento oncológico, em especial no início do tratamento, algumas crianças e adolescentes fazem uso da Sertralina. Esse medicamento pode ser usado para várias patologias, como por exemplo: ansiedade, transtornos, estresse, depressão, dentre outros.

Como o medicamento traz efeitos colaterais, o médico oncologista, antes de prescrevê-lo, faz uma avaliação, pois os pacientes em tratamento contra o câncer já apresentam, também, efeitos colaterais da quimioterapia e radioterapia. Ao receber a notícia de que passará por um tratamento contra um câncer algumas crianças e adolescentes tendem a desenvolver ansiedade.

O médico oncologista é quem vai avaliar se o paciente precisará tomar a sertralina, medicamento de controle especial e que só podem ser adquiridos com prescrição médica. Na maioria das vezes, os pacientes usam por pouco tempo, pois eles não são diagnosticados com depressão, apenas, estão deprimidos por causa do diagnóstico.

Entre os efeitos colaterais causados, estão náusea, falta de apetite, sonolência, diarreia e boca seca. Esses efeitos, quando não tratados, podem comprometer o paciente, pois aumentam as internações, contribuindo para o atraso do tratamento contra o câncer. Em alguns casos, a quimioterapia precisa ser suspensa nesse período.

O medicamento não causa dependência química e, em caso de esquecimento, o medicamento deverá ser tomado assim que lembrado.

Na Casa Durval Paiva, existe o setor de farmácia, onde o farmacêutico proporciona o acesso às medicações, visando promover uma melhor qualidade de vida aos pacientes. O farmacêutico, juntamente com a colaboração da equipe técnica, promove o uso racional de medicamentos, onde o maior propósito da instituição é a cura dos pacientes.

Por Isabelle Resende - Farmacêutica Casa Durval Paiva - CRF2541

Artigos Relacionados