Marca Maxmeio

A Casa

A Casa Setores

Setores

Serviço Social

O Serviço Social atua desde a fundação da Casa em 1995 inicialmente com voluntários.
Devido à grande demanda da casa sentiu-se a necessidade de profissionalizar todas as ações deste setor.

Em 1997 foi contratada a primeira Profissional habilitada em Assistência Social com o objetivo de estruturar o setor que tem um caráter educativo e inclusivo, trabalhando o paciente e seus familiares com o objetivo de promover o bem-estar das crianças e adolescentes, renovando-lhes a esperança de que a doença e apenas mais um obstáculo a ser vencido.

Psicologia

O serviço de Psicologia, implantado na Instituição em 1998, vem desenvolvendo desde então, um trabalho voltado para a humanização no atendimento ao paciente onco-hematológico crônico e seu familiar, de modo a possibilitar a minimização do estresse provocado pela doença e uma melhor compreensão do momento vivido, facilitando a adesão ao tratamento. Com foco na qualidade de vida do paciente, durante e após o tratamento, o setor realiza as seguintes atividades:

 
  • Atendimento psicológico individualizado aos pacientes e acompanhantes;
  • Visitas / Atendimentos hospitalares e domiciliares;
  • Atendimento ludoterápico;
  • Suporte psicológico e orientação aos familiares;
  • Grupo Fênix;
  • Grupo de irmãos;
  • Grupo de apoio e orientação aos pais;
  • Grupo de adolescentes;
  • Grupo de atividades lúdicas com crianças;
  • Coordenação do trabalho voluntário desenvolvido na Instituição;
  • Projeto Recanto Cultural;
  • Supervisão de estagiários e voluntários

Nutrição

O Setor de Nutrição desenvolve o Projeto "Educando para Nutrir", em conjunto com o Setor de Pedagogia da Instituição. Este projeto tem como objetivo motivar as crianças portadoras de câncer ou doenças hematológicas a adquirirem um hábito alimentar saudável visando uma melhor qualidade de vida. O projeto visa ainda esclarecer a importância e o valor nutricional dos alimentos; estimular a ingestão de uma maior quantidade de frutas, legumes e hortaliças, e promover aulas práticas com a preparação de receitas simples e de baixo custo. Esta atividade ocorre duas vezes por mês na brinquedoteca da Instituição.

Odontologia

O Setor Odontológico da Casa Durval Paiva foi implantado em novembro de 1998 com o objetivo de atender às crianças e aos adolescentes portadores de câncer e hematológicos crônicos, além de seus acompanhantes. O serviço oferece melhores condições de saúde bucal (através de atendimento preventivo, educativo e curativo) durante o tratamento quimio e/ou radioterápico, proporcionando com isso uma melhor qualidade de vida a seus pacientes.

Pedagógico

O Trabalho Pedagógico da Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva é desenvolvido em três ações:

SAP – Sala de Apoio Pedagógico da Casa Durval Paiva, foi implantada no ano de 1998, na perspectiva de minimizar as perdas educacionais ocasionadas pelo afastamento escolar total e/ou parcial, e a promoção de qualidade de vida. As atividades pedagógicas são desenvolvidas tanto no âmbito da instituição, quanto no Hospital de referência no tratamento do câncer infanto-juvenil do RN durante o período de internação das crianças e dos adolescentes. E, para aqueles já retornaram às atividades escolares, a SAP atua com ações no contraturno escolar pautando-se no acompanhamento e assessoramento das atividades advindas da escola. Nesse sentido atua na realização de atividades complementares a partir de oficinas de conhecimento de mundo, tendo como eixo norteador a arte e a cultura por meio de seus aportes sociais.

Espaço Cultural Viva Leitura, desde o ano de 2007, desenvolve atividades com o objetivo de oferecer às crianças e aos adolescentes um espaço cultural dedicado ao universo literário infanto-juvenil, além de uma biblioteca itinerante. Estando aberto diariamente para visitação, promove eventos culturais que relacionam a cultura popular nordestina e a literatura em geral. Para tanto, desenvolve oficinas de: Contação de histórias; Poesia; Cordel; Mamulengo; Livros de Pano; Animação de Massinha; Pintura de Rosto; Brinquedo Popular; Desenho em Quadrinhos, entre outras.

Classe Hospitalar

O atendimento pedagógico acontece diariamente na pediatria da LIGA. Atendemos a todos os pacientes em tratamento na faixa etária de 0 a 18 anos respeitando as condições clínicas de cada aluno-paciente. O acompanhamento é feito na classe e nas enfermarias com o objetivo de garantir o currículo escolar de maneira flexibilizada e/ou adaptada até o momento em que esteja apto a participar novamente das aulas. Para isso, contamos atualmente com 1 (uma) professora cedida pela Secretaria de Educação do Estado, coordenada pelo setor pedagógico da Casa Durval Paiva. O principal objetivo é fortalecer o vínculo entre paciente e escola.

Sala de Fisioterapia

O Serviço de Fisioterapia da Casa Durval Paiva foi inaugurado em abril de 2008 e teve todo o seu projeto financiado através de uma parceira com o Rotary Clube Natal Alecrim.

Com isso, a proposta deste serviço é a de atender as crianças e adolescentes oncológicos e hematológicos desta instituição que necessitem de algum tipo de reabilitação física, como também oferecer tratamento para os seus ex-pacientes que já estejam fora de tratamento médico, mas que ainda possam vir a precisar de algum tipo de reabilitação.

Para isso, o setor de Fisioterapia da Casa Durval Paiva dispõe de mobiliários e utensílios básicos para um serviço dessa natureza. Ele é dividido em duas salas, onde a primeira se destina às avaliações fisioterápicas e a segunda à realização dos atendimentos individuais ou em grupos.

Sala de Artes

Atualmente, agregaram-se a esta atividade inicial propostas que mostrasse cada vez mais a Arte como caminho terapêutico, abrindo o vasto leque de possibilidades para este fazer, amenizando tensões. Em sua grande maioria, o público a que o projeto se destina vive no ápice da doença e necessita de atividades que canalizem as emoções, além de possibilitar a integração e interação de todos os envolvidos, contribuindo para a aceitação desta nova realidade cotidiana: exames, diagnósticos, esperas, hospitais, internações, procedimentos médicos dolorosos em seus filhos, distanciamento do lar, da família, do trabalho, acolhimentos em ambiente estranho, com pessoas estranhas, entre outros.

O Setor de Artes também coordena os seguintes projetos: Cinema na Casa; Projeto Viv'Arte; o Coral Bem Viver e, em parceria com a SAP – Sala de Apoio Pedagógico, o Espaço Cultural Viva a Leitura, inaugurado no dia 16 de agosto de 2006.

Laboratório de Informática

O Laboratório de Informática tem o papel de inserir os usuários da Casa a uma nova realidade digital. Com as crianças, nossa equipe trabalha de forma multidisciplinar em parceria com a Sala de Apoio Pedagógico (SAP) e com os Projetos "Educação e Sorriso" e "Educado para Nutrir". Com os adolescentes, pais e acompanhantes, capacita através de cursos básicos de windows, word e internet a fim de inseri-los no mercado de trabalho, tendo assim uma nova perspectiva e qualidade de vida.

Central de Doações

A Central de Doações existe há 12 anos e conta hoje com uma equipe de 51 profissionais. O trabalho desenvolvido é de fundamental importância para a instituição, pois é responsável pela captação de recursos e pela adesão de novos colaboradores. Através da Central de Doações é possível obter informações sobre a Casa e conhecer um pouco mais sobre o trabalho realizado.

 

Seja um colaborador, atenda a nossa ligação e junte-se a nós nesta grande causa.

A Casa de Apoio a Criança com Câncer Durval Paiva está aberta para você. Venha nos visitar! Participe do Dia do Doador!

Maiores informações pelo telefone: (84) 4006-1611.

Dispensário de Medicamentos

Buscando oferecer mais um serviço para seu público-alvo, a Casa Durval Paiva criou em janeiro de 2009 um Dispensário na Instituição.

O serviço tem por objetivo fornecer uma assistência farmacêutica e medicações adjuvantes ao tratamento onco-hematológico, de forma totalmente gratuita às crianças e adolescentes assistidos.

 

Terapia Ocupacional

O objetivo da Terapia Ocupacional junto à criança e ao adolescente acometido com câncer e/ou doenças hematológicas é resgatar sua função, servindo como agenciador da criatividade, das manifestações de alegria, do lazer que incentivam a energia e a vitalidade. Prevenir, manter e reabilitar os componentes de desempenho ocupacional, sensório-motor, integração cognitiva e habilidades psicossociais, é função do Terapeuta Ocupacional em uma Casa de Apoio.

Assine nosso informativo